Portal Manhuamirim

Geral

05/08/2019

Missionários Sacramentinos se despedem de Pe. Demerval Alves Botelho

MANHUMIRIM (MG) - A morte de padre Demerval Alves Botelho, sdn, nesta segunda-feira, aos 95 anos, deixou a Igreja Católica de luto. Centenas de fiéis passaram pelo Santuário de Bom Jesus para se despedir de um dos mais importantes nomes na história da Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora. Autor de diversos livros, foi um dos maiores historiadores da Congregação e contou a história do Servo de Deus Pe. Júlio Maria De Lombaerde, com que chegou a conviver pessoalmente. Desempenhou diversas funções na Congregação, dentre elas a de Superior Geral, por dois mandatos. Foi o grande formador da Congregação, sobretudo como Mestre de Noviços, e dedicou-se incansavelmente à Pastoral Vocacional.

O Superior Geral da Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora, Pe. Mundinho, sdn, ressalta que é um momento de dor e tristeza. “Pe. Demerval foi um ícone de nossa Congregação. Morreu aos 95 anos, mas com a vida toda entregue, de um modo muito especial, à Congregação, à Pastoral Vocacional e marcou a vida de muitos padres, muitos seminaristas, mesmo aqueles que não chegaram ao sacerdócio mas receberam a sua formação. Foi um homem da bondade, da fraternidade, da alegria, da música, da cultura. Lamentamos profundamente essa perda irreparável de Pe. Demerval em nosso meio”, afirmou.

Pe. Demerval conviveu pessoalmente com o Servo de Deus Pe. Júlio Maria De Lombaerde. “Um dos últimos, agora tem poucos. Aprendeu muito dele e foi um grande autor da história da Congregação e do município de Manhumirim”, conta Pe. Mundinho. Pe. Demerval escreveu livros como “Redescobrindo o Fundador” sobre a vida de Pe. Júlio Maria De Lombaerde e também “A História dos Missionários Sacramentinos”, entre outras obras.

As homenagens a Pe. Demerval continuam durante todo o dia. Missas às 19h30 desta segunda-feira (05) e às 8h desta terça-feira (06). O sepultamento acontece às 9h em Manhumirim.

João Vitor Nunes / Jailton Pereira - Tribuna do Leste