Portal Manhuamirim

Turismo

23/01/2019

Inaugurado o Parque Aquático Cachoeira do Chiador

ESPERA FELIZ (MG) - Localizado no entorno do Parque Nacional do Caparaó, precisamente no Córrego São Domingos, em Espera Feliz, o Parque Aquático Cachoeira do Chiado vem atraindo turistas de várias partes do país e região. O idealizador do Parque, Ronaldo Fernandes, conta que tudo começou com um sonho antigo dele e de seus filhos de ter um tobogã para o uso da família. A partir disso, surgiu o projeto Parque Aquático Cachoeira do Chiador.  O objetivo do parque é fortalecer e agregar valor aos que já participam fazendo turismo na região, bem como a geração de renda, emprego e desenvolvimento local para o entorno do Parque Nacional do Caparaó.

A infraestrutura do parque conta com um complexo de piscinas, tobogãs e brinquedos  para as crianças, um restaurante refinado , a Cachoeira do Chiador (Um chiador natural na laje de pedra), produção de café, , peixes e hospedagem característica do segmento de Turismo Rural. Mas o que diferencia o parque de muitos outros existente é a paisagem , o contexto rural onde se insere cria uma nova modalidade turística  , recursos para oferecer lazer e gastronomia de qualidade para aquele turista que procura vivenciar novas experiências fora do modelo saturado de sol e praia.

GASTRONOMIA DE REQUINTE

Luxuosamente ao lado das piscinas, o restaurante Cravo e Canela permite o turista saborear os drinks e comidas olhando para um enorme e belo lago, um espelho d’água. Sob o comando do turismólogo Leonardo Fernandes, oferecem diversos pratos autorais e elaborados. Breve serão lançados novos pratos, inclusive o Cordeiro caramelizado ao molho de aceto balsâmico, mel e vinho tinto. Pratos veganos e vegetarianos também está na pauta.

Leonardo, Bacharel em turismo, ressalta que grande parte dos produtos do restaurante são produzidos na própria fazenda - os legumes e verduras, a mandioca, a cachaça, o café, chás e temperos. “Um drink de sucesso é a caipirinha natural - nossos limões são produzidos em pomar próprio, bem como a cana para a produção de cachaça de doce peculiar”. O turista pode escolher caipirinha com cachaça envelhecida no tonel de dez ou três anos. Também serão implantadas uma cachaçaria e uma cafeteria. “Os cafés   são de altíssimos padrões de qualidade, assim como os cafés de produtores   da Forquilha do Rio que são detentores de prêmios nacionais” concluiu Leonardo.  

UMA HISTÓRIA DE GUERRILHA

Ronaldo conta que história e causos é o que não falta naquelas montanhas. Seu pai já falecido, conhecido como “Seu Toizin Fernandes” falava dos tempos que a Família Real por ali passou   e que eles sempre hospedavam na região do Príncipe   uma comunidade no entorno.  A família imperial   andava na rota denominada estrada imperial   que liga Ouro Preto em Minas Gerais e Vitória no Espírito Santo. 

Ronaldo conta que lembra remotamente da Guerrilha do Caparaó e que na fazenda passou muitos guerrilheiros. Os guerrilheiros andavam em toda a região, de Guaçuí onde iam comprar mantimentos até Espera Feliz onde compravam remédios, especificamente uma injeção com nome de benzetacil. Eles rodavam toda a região passando por Santa Marta   até chegar em nossas terras.  Um dos itens que me incentivou a criar   este parque é justamente esta rica história que temos para contar, além das águas do chiador que são puras e belas, oferecendo frescor   e relaxamento aos quem frequentam as cachoeiras.

Informações no número 032 99808-7266

Redação do Portal Caparaó