Portal Manhuamirim

Educação

05/10/2018

Curso básico de Libras em Manhumirim a partir de segunda

MANHUMIRIM (MG) - Nós que nascemos com a habilidade de ouvir temos imensa dificuldade de imaginar o mundo sem seus sons, barulhos, rumores. É difícil imaginar acordar no silêncio, comer em silêncio, viver em silêncio. Aliás, no mundo contemporâneo, as pessoas odeiam o silêncio. Acordam com o despertador do celular tocando uma música estridente, ligam a TV para dirimir a sensação de estarem sozinhos, ligam o som do carro, falam alto, mandam áudios pelo whatsapp, tudo para esquecer a possibilidade do silêncio.

Nós, seres humanos, tendemos a reforçar uma imagem distorcida de quem é diferente da norma estabelecida, é difícil aceitar a diversidade. Os ouvintes tendem a ver os surdos como pessoas nervosas ou agitadas e não é bem assim. Imagine você chegando em um país, no qual, você não fale a língua local, como faria para se comunicar? Seria confuso e, provavelmente, você ficaria nervoso, gesticularia e tentaria de todos os modos se fazer entender.

Segundo a Professora de Educação Inclusiva, Rita de Cássia e especialista em Libras (Língua Brasileira de Sinais), para entender o universo das pessoas surdas precisamos mergulhar nele. “Entender o que chamamos de Cultura Surda, ou seja, um espaço onde a comunicação flui de outras maneiras, um modo dos surdos se moverem e transformarem o mundo em um lugar acessível. A Língua de Sinais, além de tudo, é poética e um símbolo de resistência em uma sociedade que exclui. É de suma importância que busquemos quebrar as barreiras da falta de comunicação, que busquemos nos integrar. Você não precisa ser surdo ou conhecer algum surdo para ser sensível às dificuldades que eles enfrentam diariamente”, explica.

Apesar de que a Libras é a segunda língua oficial do Brasil, é muito pouco aplicada no país. “Não temos a Libras na grade curricular das escolas, apesar de que na Lei ela já existe e o surdo se sente cada vez mais isolado e com dificuldades em se comunicar”, ressalta Ritinha.

Curso de Libras

A professora em parceria com o EVEC - Escola Vertente do Caparaó estará iniciando na próxima segunda-feira 08 de outubro o Curso Básico de Libras, com a aula inaugural gratuita iniciando às 19 horas. “Essa aula inaugural do curso é aberta a toda população e a todos que queiram conhecer um pouco da Libras”, explica Ritinha.

O curso terá a duração de seis meses com aulas duas vezes por semana e uma turma especial aos sábados. “Serão turmas para crianças 7 a 11 anos, 12 a 16 e acima de 16 anos. Informações e inscrições para o curso podem ser adquiridas no EVEC, na rua Lauro Célio, próximo à rodoviária, em Manhumirim”, finaliza a Professora.