Portal Manhuamirim

Cidades

29/10/2017

Delegado Regional da Polícia Civil é homenageado na Câmara

Manhuaçu (MG) - Durante a reunião da Câmara na noite de 19 de outubro os vereadores receberam o Delegado Chefe Regional da Polícia Civil, sede em Manhuaçu, Doutor Carlos Roberto Souza da Silva. Ele foi à Câmara convidado para receber a Moção nº16 em sua homenagem, de autoria da Mesa Diretora, assinada por todos os vereadores. Foi destacado seu trabalho na região e os vereadores agradeceram a atenção que ele tem dado a Manhumirim. Procurado pelos vereadores para que o município não ficasse sem os exames práticos de Carteira Nacional de Habilitação, prontamente atendeu ao pedido e os exames tornaram a ser feitos aqui. No momento da entrega da Moção sua carreira de sucessos foi relembrada, como quando de 1996 a 2004 cumpriu a função de Sargento de carreira da Arma de Comunicações do Exército Brasileiro. De 2005 até hoje ele é Delegado de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais, tendo trabalhado em cidades da região, depois assumiu como delegado adjunto à Corregedoria Geral de Polícia Civil em Manhuaçu e atualmente é Delegado Chefe Regional da Polícia Civil em Manhuaçu. Carlos Roberto já recebeu medalhas, troféus, reconhecimentos como destaque relacionados ao trabalho na Polícia Civil e agora foi a vez de Manhumirim reconhecer seu trabalho. Ele agradeceu aos vereadores na Tribuna e falou sobre alguns procedimentos de interesse coletivo:

“Quero agradecer imensamente em nome da Polícia Civil pela moção porque ela é destinada à Polícia Civil. Eu apenas represento uma instituição e ajo conforme as diretrizes que ela estabelece para sua atuação. Agradeço aos vereadores, fico muito honrado. Atender aquele pedido não nos causou qualquer embaraço ou trabalho a mais”, disse.

O delegado contou que houve algumas dificuldades em 2016 quando foi preciso desativar o funcionamento das bancas examinadoras fora da sede, por problemas de ordem administrativa. Mas depois foi possível trazer de volta as bancas examinadoras para alguns municípios, através de convênios. Em algumas cidades elas já funcionam normalmente, como em Manhumirim. Ele disse que a Polícia Civil tem como atribuição avaliar os motoristas, ainda mais aqueles que dirigem veículos de até 3 toneladas com velocidade que pode chegar a 150, 180 quilômetros por hora, pela segurança das pessoas. Como ele explicou, a instituição também cuida do emplacamento de veículos, registro, emissão de CNHs, serviço de identificação civil que é muito importante para a cidadania e todo este trabalho abrange um número maior de habitantes de Manhumirim e de outras cidades.

Convênio com a Polícia Civil, vinda de novo delegado e exames teóricos para CNH

Ele também falou sobre a atividade princípio da Polícia Civil que é a investigação criminal e pediu aos vereadores que analisem com atenção a possibilidade de aprovar possível projeto de lei enviado pela Prefeitura para celebrar convênio entre o Município e a instituição: “O objetivo é agilizarmos, melhorarmos e realmente tornarmos efetivas as ações investigativas para resultar em controle e redução da criminalidade, principalmente punição do transgressor”. E contou que lhe foi perguntado quando virá um delegado para Manhumirim, já que o Município está sem delegado há quase um mês: “No momento estou tendo que responder por Manhumirim, Lajinha, além do trabalho em Manhuaçu e isto dificulta, porque não tenho como estar em todos os lugares todos os dias. Na terça-feira já foi anunciado pelo Governo do Estado o concurso público para 76 delegados, e estamos na expectativa para que até o meio do ano que vem possamos preencher a vaga aqui em Manhumirim. Conversei com o Chefe de Polícia João Otacílio e ele me garantiu que não só Manhumirim mas também Lajinha receberão os novos delegados após a seleção, podendo chegar a 300 delegados no Estado, respondeu. O delegado concluiu falando sobre os atrativos da cidade, o trabalho, a religiosidade e a receptividade das pessoas e anunciou que está em conversas com o Executivo Municipal para ver a possibilidade de aplicar, também, os exames teóricos para CNH em Manhumirim para que a população não precise se deslocar para fazer os exames em outras cidades. O presidente da Câmara Sérgio Borel falou em nome da população: “Quero agradecer, porque naquela época quando o procuramos éramos constantemente abordados nas ruas sendo cobrados pela volta do exame prático de motorista e o senhor nos recebeu e atendeu muito bem. Agradeço em nome do povo de Manhumirim.”  O delegado ainda disse que gostaria que os eleitos pela população procurassem mais a instituição levando os problemas: “Acontecem situações que nem sempre temos como saber se não falarem, seja na prestação dos serviços ou na investigação. Precisamos das cobranças porque são vocês que canalizam a vontade e a necessidade popular.” 

Redação Portal Manhumirim