Portal Manhuamirim

Agronégocios

17/03/2017

Matas de Minas conquista prêmio Ernesto Illy de Qualidade de Café

SÃO PAULO (SP) - Minas Gerais demonstrou a excelência de seus cafés especiais no 26º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso. Grãos arábica de três diferentes regiões do estado foram reconhecidos como os melhores da safra 2016/2017 pelo concurso da illycaffè, que teve como campeões da categoria nacional os produtores CBI Agropecuária, da Chapada de Minas; Juliana Armelin, do Cerrado Mineiro e Rafael Marques de Araújo, da fazenda da Serra, em Manhuaçu, nas Matas de Minas.

Os três vencedores concorrerão ao 2º Prêmio Internacional Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso, em outubro, em Nova York (Estados Unidos). A premiação internacional reunirá 27 representantes do que há de melhor na alta qualidade dos grãos para espresso de 9 países produtores, em uma iniciativa estimulada pelo sucesso e a tradição do Prêmio Ernesto Illy, que revolucionou a cafeicultura brasileira.

Campeã da 25ª edição, Juliana, proprietária da fazenda Terra Alta, em Ibiá, voltou a ser reconhecida entre os produtores dos melhores cafés do país em seu segundo ano de fornecimento para a illycaffè. Rafael, da fazenda Córrego da Serra, em Manhuaçu e CBI Agropecuária, da Fazenda Tecad, em Minas Novas, figuraram entre os vencedores logo na primeira vez como participantes do concurso.

A cerimônia de premiação, realizada no espaço Villa Vérico, em São Paulo, contou com a presença de Andrea Illy, presidente da illycaffè, e outros representantes da companhia. Das mãos deles, os cafeicultores receberam os diplomas da premiação e um cheque no valor de R$ 10 mil cada um. A torrefadora italiana ofereceu, ao todo, um valor de mais de R$ 100 mil em prêmios.

A illycaffè revelou, ainda, os produtores campeões das quatro regiões cafeeiras do estado (conforme tópicos abaixo), que subiram ao palco para receber seus prêmios. Também foram entregues os méritos de Fornecedor Sustentável do Ano a Elias Koji Okuyama (Cerrado Mineiro) e o de Classificadores do Ano a João de Medeiros Neto (1º lugar, Sul de Minas) e Marcos Ribeiro Vasconcelos (2º lugar, Cerrado Mineiro).

Cerrado Mineiro

Campeão: Juliana Tytko Armelin

Vice-campeão: Marcos Cezar Miaki

Chapada de Minas

Campeão: CBI Agropecuária

Vice-campeão: Luiz Augusto Monguilod

Matas de Minas

Campeão: Rafael Marques de Araujo

Vice-campeão: Ney José Alves Filho

Sul de Minas

Campeão: Carlos H. Ribeiro do Valle

Vice-campeão: Carlos Alberto Pellicer

Entregue anualmente desde 1991, o Prêmio Ernesto Illy é a mais relevante iniciativa de valorização da cafeicultura brasileira. Instituído pela illycaffè como ação fundamental dentro do plano de desenvolvimento da qualidade e sustentabilidade do café no país, o concurso já reconheceu mais de dois mil cafeicultores ao longo dos anos.