Portal Manhuamirim

Economia

20/02/2017

ADESC promove reunião em Alto Caparaó

ALTO CAPARAÓ (MG) - A Agência de Desenvolvimento Econômico e Social do Caparaó (ADESC) reuniu-se em Alto Caparaó na noite de quinta-feira, 16/02. Entre os destaques da reunião, foi prestada homenagem ao empresário Ronald Gripp – um dos idealizadores da criação do Parque Nacional do Caparaó, há mais de 55 anos.

O encontro teve a presença do Diretor da Gerência Regional de Saúde, Ronaldo Lopes, dos Prefeitos de Martins Soares Fernando Almeida e de Alto Caparaó José Gomes, vice-presidente regional da FederaminasKaroneMarlus, Presidente da Associação Comercial de Lajinha Roberto, Delegada Regional de Ponte Nova Lujan Pinheiro, entre outras autoridades da região.

Na primeira parte, o presidente da Adesc, André Farrath, apresentou a proposta de parceria com o Banco do Brasil – com a presença do gerente das agências de Manhuaçu e Manhumirim – de apresentação de projetos de financiamento focados em condições diferenciadas para empresas da região.

Ele também pontuou a campanha de valorização da história e cultura dos municípios da região e discutiu projetos de recuperação de tributos com os municípios.

Foi lançado ainda o Cartão Adesc em parceria com as prefeituras municipais. O primeiro município a aderir foi Martins Soares. “É um cartão que permite o funcionário público fazer compras no comércio da cidade e o valor é descontado no pagamento dele. É muito interessante, pois favorece que o recurso do município fique na economia local”, ressalta.

O empresário Ronald Gripp, do Grupo Caparaó Parque Hotel, foi homenageado. Atualmente, ele e sua família são parceiros do projeto de sinalização da região, do ponto de vista turístico, com a Adesc.

Emocionado com as palavras do jornalista Sebastião Fernandes e de sua esposa, que declamou uma poesia em sua homenagem, o empresário Ronald Gripp recebeu o reconhecimento da Adesc.

Ele contou que foi uma longa campanha, que envolveu várias pessoas, para fundar o Parque Nacional do Caparaó. “Fomos ao Pico da Bandeira, não conhecíamos ainda as florestas do Espirito Santo. Visitamos e percebemos que era preciso preservar essas paisagens. Assim começamos a campanha para fundar o parque. Fizemos uma divulgação na imprensa nos jornais da época, defendendo a criação da unidade de conservação. Essa ideia contagiou muitas pessoas e, em 1961, foi finalmente criado o parque nacional”, relembrou.

FEBRE AMARELA

A reunião teve ainda a presença do diretor da Gerência Regional de Saúde de Manhumirim, Ronaldo Lopes. Ele confirmou que o número de casos está caindo devido aos resultados da vacinação entre o Estado de Minas e as Prefeituras. “Graças a Deus estamos num momento em que número de internações está diminuindo na proporção do alto índice de pessoas vacinadas. Superamos mais de 80% da população já vacinada. Estamos mais tranquilos, mas ainda vigilantes. Vacinamos 320 mil pessoas. Temos vacina na regional e nos municípios. Equipes estão percorrendo as cidades e, especialmente, a zona rural para vacinar a todos”, confirmou.

Ronaldo Lopes confirmou que Alto Caparaó não teve registros da doença e reforçou que o município cumpriu as metas de vacinação.

Os empresários do setor turístico estão reiterando o pedido para a reabertura do Parque do Caparaó. Os parques estaduais já foram reabertos e o Instituto Chico Mendes, que cuida do parque nacional, ainda mantém o local fechado, o que está afetando o turismo.

Apesar de divulgarem as outras atrações de toda a região, o segmento turístico defende que as pessoas com cartão de vacina atualizado possam circular no parque normalmente.