Portal Manhuamirim

Política

07/10/2016

Professor Luciano Machado fala sobre a vitória em Manhumirim

MANHUMIRIM (MG) – Professor Luciano Machado (DEM) é eleito prefeito de Manhumirim. Com 5.512 votos, o professor Luciano Machado e seu vice Betão foram eleitos para o mandato 2017-2020 com 44,59% dos votos. Ronaldo Lopes ficou em segundo com 5.354 votos e Júlio Albuquerque com 1.496 votos.

Em entrevista, Luciano fala sobre a expectativa em iniciar os trabalhos a frente da Prefeitura, que já começa com seu governo de transição. Ele revela ainda quais serão as prioridades da sua administração e faz um balanço da campanha eleitoral deste ano.

ENTREVISTA

Professor Luciano Machado é nascido no Rio de Janeiro, mas se mudou, juntamente com a família para Manhumirim. Aos 39 anos de idade, é o prefeito mais novo a assumir o cargo na cidade. Ele se considera um “cara” do povo e credita a isso a oportunidade que recebeu para governar o município.

Para podermos apresenta-lo melhor ao nosso leitor, diga-nos: quem é o professor Luciano Machado?

O Luciano é do povo. Uma pessoa que assim como a maioria do brasileiro tem sonhos e luta muito para poder conseguir realiza-los. Tive uma infância difícil, mas superamos tudo isso. Sempre tive o desejo muito grande de poder ajudar as pessoas. Percebi que o município precisa de muitas melhorias em transporte, segurança, saúde, enfim, numa série de setores. Tudo isso partir de um sonho de poder fazer mais para o povo. Estudei, sou formado em Pedagogia e tenho pós-graduação em Ciência da Religião e Inspeção Escolar. Sou professor e fui ainda diretor de escola, coordenador de cursos. Tenho uma experiência antiga com política, já que fui eleito diretor de escola aos 19 anos. De lá pra cá, sempre enxerguei na política o caminho ideal para poder ajudar um número cada vez mais de pessoas.

O senhor já havia testado as urnas nas eleições de 2012. O que tirou de aprendizado daquele pleito?

Acredito que a lição mais importante que tirei daquela eleição foi ouvir as pessoas. O povo hoje está descrente do político. A política é algo importante e necessária, mas alguns políticos têm maculado a imagem de quem quer realmente fazer algo para o povo. Por isso, aprendi que o primeiro passo é ouvir as pessoas. Na minha caminhada durante a campanha, entendi que a população está carente de um prefeito que esteja do lado deles, ouvindo e conversando sobre os rumos do município. Chego à Prefeitura mais maduro. Todos podem contribuir de alguma maneira. O prefeito deve estar antenado a isso diariamente.

Nesta caminhada de quatro anos até chegar a ser eleito este ano, o que mais ouviu das pessoas?

O que mais ouvi foram reclamações, sugestões e criticas voltadas à área da saúde, principalmente com relação à falta de remédios, marcação de exames e ter um atendimento mais humanizado. A Prefeitura precisa ser mais transparente com o paciente. Pode até demorar um pouco, mas a pessoa quer saber quando será atendida, quando terá o remédio em mãos. Antigamente, não tinha nada disso e ficava por isso mesmo. O povo quer satisfação do serviço público. Outro ponto muito abordado pelas pessoas é a geração de emprego. Percebemos que o manhumiriense tem saído muito do município para prestar serviço fora. Para sanar esta questão, vamos fortalecer o comércio e criar meios de atrair novas empresas a se instalarem aqui.

O que o senhor considera como prioridade a partir do dia 1 de janeiro, ao assumir a Prefeitura?

Saúde. Já conversei com equipes de médicos e outros profissionais desta área para poder resolver esta questão de forma prioritária. A partir do dia 20 deste mês, darei início ao governo de transição e começaremos a implementar ações que serão visíveis aos olhos da população a partir do dia 1 de janeiro. Este é um compromisso firmado entre os eleitores e a nossa equipe de governo.

Como será a escolha do seu secretariado?

Encaixaremos pessoas técnicas em cada Secretaria Municipal. A Prefeitura hoje deve ser encarada como uma empresa, que gera resultado para seu cliente, no caso, para o povo. O cargo comissionado é político, sim, mas precisamos entender que quem for assumir uma Secretaria deve, primeiramente, satisfações à população. Quero trabalhar com os melhores profissionais. Vamos, inclusive, modificar o sistema de trabalho, dando um contrato de seis meses ao secretário, que poderá ser renovado caso tenha cumprido com seus deveres. Se não tiver, a gente revê a situação. Vamos passar a lista com todo o grupo que vai administrar a cidade até novembro.

O senhor já está tratando da transição de governo? Como está esta questão?

O grupo político da atual prefeita Darci Braga apoiou a nossa candidatura. Inclusive lançando o vice Betão, pessoa que admiramos muito. Portanto, não teremos dificuldades em realizar a transição. Acredito ainda que a administração da cidade será mais tranquila, principalmente porque temos maioria na Câmara. Todos nós sabemos que deve haver harmonia entre os Poderes Executivo e Legislativo, sem deixar de lado a autonomia de cada um. Temos convicção de que a prestação de serviço á comunidade será continuada. Vamos continuar o que é bom e melhorar o que não estiver, dentro das nossas condições.

Obrigado pela entrevista, professor Luciano Machado. Parabéns pela vitória nas eleições deste ano. Suas considerações finais ao nosso leitor...

Quero agradecer, primeiramente, à Deus. Agradeço também à minha família e aos coordenadores de campanha Nosso grupo veio muito forte. A gente passa pelos cafezais da região e vemos os pés de café muito floridos. O ano de 2017 será muito próspero para Manhumirim e isso nos deixa muito mais motivados para poder trabalhar e corresponder aos anseios do povo. A população nos deu essa oportunidade e vamos, com muita humildade, humanização e pulso firme, governar Manhumirim rumo ao progresso.