Portal Manhuamirim

Agronégocios

12/08/2016

Fábrica de Rações Coocafé conquista mercado regional

LAJINHA (MG) - Quem passa pela comunidade de Areado, em Lajinha, não imagina a dimensão que o cooperativismo ganhou com os investimentos realizados pela Coocafé nos últimos anos. A Fábrica de Rações da cooperativa completa um ano e comemora os excelentes resultados, batendo recorde de produção e ótima aprovação no mercado.

O diretor de produção e comercialização da Coocafé, Pedro Antônio Silva Araújo, apresentou a estrutura da fábrica à reportagem do Portal Caparaó. Ele conta que o projeto nasceu de uma demanda dos cooperados. “Os produtores compravam rações de uma marca, depois de outra, por causa de preços e oportunidades. Então perceberam que essa troca, para manter a competitividade, estava prejudicando os animais. Faltava uniformidade nas rações”, lembra.

Percebendo essa oportunidade e ouvindo os produtores, a direção da cooperativa foi amadurecendo a ideia de abrir sua produção própria. Há um ano, era inaugurada a Fábrica de Rações Coocafé. A unidade conta com uma estrutura moderna, com a mais alta tecnologia, garantindo produtos com excelente padrão de qualidade.

A cooperativa tem diversos tipos de rações em duas linhas para bovinos: Cooleite - Bovino Leiteiro; e Coonutri - Bovinos de Corte, comercializadas em sacos de 40kg e a granel.

CONFIANÇA

Pedro Antônio reforça que a Coocafé não poderia investir para fazer um produto comum. “A qualidade foi o foco desde o início. A vaca gosta de coisa boa, produto de qualidade. Começamos vendendo fubá e milho e foi reconhecido como um produto excelente. Em seguida, quando iniciamos a ração farelada e depois granulada os produtores reconheceram que também era de padrão superior. Se tornaram clientes fieis. O animal comeu, gostou da nossa ração e estamos nos consolidando nesse segmento”, reforça.

Para garantir o padrão e a confiança estampada em suas embalagens, a Fábrica de Rações Coocafé segue um rigoroso controle de qualidade, trabalha com água tratada e produtos de primeira linha. Tudo isso garante segurança no alimento fornecido aos animais.

Dhonatam do Vale Vieira é um dos responsáveis pela produção. Ele explica que todo o processo é automatizado. “Desde a chegada da matéria-prima que é armazenada em seis silos com um sistema de válvulas. Na central de comando, as quantidades são liberadas e a ração produzida e embalada sem qualquer contato humano”, explica.

A qualidade é controlada durante todo o processo. “Temos uma sala de classificação com aparelhos para aferição de umidade, temperatura, banco de armazenagem de amostras das rações. Tudo para controlar a qualidade. Até depois que sai da fábrica, se aquela remessa tiver algum problema no campo, tem uma amostra para comparativo para sabermos o que aconteceu”, conta.

Pedro Antônio ainda completa: “Se a matéria-prima não for boa, não entra aqui. É regra na cooperativa e uma garantia aos nossos cooperados”.

Além de todo o processo para garantir a confiabilidade, a cooperativa trabalha com preço bastante competitivo, gerando um custo benefício altamente favorável aos pecuaristas.

Construída com os mais modernos equipamentos do mercado, a Fábrica de Rações Coocafé segue rigorosos padrões técnicos e sanitários, atendendo também as determinações da legislação ambiental com iniciativas que visam a produção sustentável e correta dos produtos.

A implantação do empreendimento em Areado foi estratégica, em virtude da facilidade logística de escoamento da produção para atender a bacia leiteira de Minas Gerais e do Espírito Santo e também para a recepção de matérias primas, como o milho e o farelo de soja.

Nesse primeiro ano, a avaliação é extremamente positiva. Muitos pecuaristas estão vendo resultados com ganho de produtividade real no rebanho. Agora, a cooperativa faz adequações na fábrica para produzir mais. “Vem ao encontro do nosso projeto que é geração de emprego, diversificação para a cooperativa, a melhoria para os produtores de forma geral, diversificando a produção da região. Com certeza, vamos crescer juntos com a região”, explica o Diretor Presidente Fernando Romeiro Cerqueira.

DESENVOLVIMENTO

O projeto da Coocafé é bem mais ousado. Vai além dos currais para promover uma mudança de paradigmas na economia regional.  “Queremos que a região se desenvolva. Na pecuária estamos começando e vamos fidelizar com qualidade, melhorar a produtividade, vamos dar assistência para o pecuarista melhorar a pastagem e também promover a melhoria genética do rebanho”, detalha Pedro Antônio, reforçando que esse trabalho de orientação e acompanhamento já acontece com sucesso na cafeicultura.

O presidente Fernando Romeiro Cerqueira explica que as dez unidades comerciais da Coocafé oferecem assistência para que o café e o leite avancem juntos. Além disso, o Sicoob Credicaf atua na liberação de crédito na medida e na hora certa.

Para ele, a Fábrica de Rações favorece a economia regional e cumpre o papel da cooperativa como indutor dessas melhorias no cenário em que está inserida. “O desenvolvimento acontece à medida que o povo é educado e a tecnologia é inserida no contexto de produção. Trabalhamos muito com a administração, a gestão da propriedade. Não basta ter uma propriedade e produzir de qualquer jeito. A gente sente uma necessidade grande que o produtor tenha mais de uma fonte de renda. No café, o produtor desenvolveu muito e temos níveis até superiores do que a média nacional. A pecuária ficou em segundo plano por anos, faltou assistência técnica das empresas especializadas. Com o compromisso da Coocafé de desenvolvimento regional, vimos a necessidade de atuar nesse segmento. Acreditamos que a pecuária é um setor que está crescendo”, conclui Fernando Romeiro.

Uma excelente oportunidade para conhecer a estrutura da Fábrica de Rações e fazer negóciações é durante a 5ª Feira de Negócios que ocorrerá no Armazém Coocafé Areado, em Lajinha, nos dias 18, 19 e 20 de agosto. Mais uma vez, ela será encerrada com a Coocafest 2016, que terá grandes shows da dupla Victor e Léo e da Banda Gang Lex, além da participação especial de Zezinho Gasolina. 

Carlos Henrique Cruz - Envie informações e imagens para o Whatsapp 33 999 509 609